HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
09 set 2020 - 11:40
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Títulos verdes representam nova ferramenta de crédito para o agronegócio

A Faculdade CNA, em parceria com a Climate Initiative Bonds (CBI), realizou o webinar “Como as finanças verdes podem revolucionar a agricultura no Brasil”, na última quinta-feira (03). O evento contou com a participação da ministra da Agricultura, Tereza Cristina; do diretor-geral da Faculdade CNA, André Sanches; do secretário-adjunto de Política Agrícola do Mapa, José Angelo Mazzillo; da coordenadora de Agricultura da CBI, Leisa Souza; do sócio da Pinheiro Neto Advogados, Tiago Lessa; do diretor-executivo da Ecoagro, Moacir Teixeira; do CFO da Rizoma Agro, Alexandre Botelho; e do diretor de Distribuição da Necton, Rafael Giovani. A moderadora foi a assessora técnica de Política Agrícola da CNA e professora da Faculdade CNA, Fernanda Schwantes.


O diretor-geral da Faculdade CNA destacou que o assunto é promissor e que os investimentos verdes deverão avançar e trazer muitos benefícios para o setor agropecuário brasileiro.


“É um tema em que a CNA já vem atuando há muito tempo e buscando fontes alternativas de financiamento para a produção agropecuária. É nosso papel auxiliar e batalhar por novas opções de crédito rural”, disse André Sanches.


Tereza Cristina reforçou que os títulos verdes representam uma nova ferramenta de crédito para o agro brasileiro, principalmente para os médios e grandes produtores.


“Cada vez mais o Estado vai cuidar dos muito pequenos. Os produtores maiores terão que andar de outra maneira. Tenho certeza que isso vai crescer muito e daqui a um ano teremos resultados superlativos para mostrar”, afirmou a ministra da Agricultura.


Segundo Fernanda Schwantes, o tema vem ao encontro da agenda de trabalho da CNA dentro da área de política agrícola. As três premissas da entidade são aumentar a transparência na tomada do crédito, tanto para produtores quanto para investidores; reduzir burocracias e custos intrínsecos que oneram o produtor no crédito tradicional e utilizar o desenvolvimento tecnológico a favor da gestão das propriedades. “A nossa expectativa é muito positiva em relação ao desenvolvimento desse segmento”, declarou.


Verdes - A coordenadora de Agricultura da CBI, Leisa Souza, fez uma apresentação sobre o que são títulos verdes e quais os benefícios para investidores e emissores. Ela mostrou, ainda, a evolução desse mercado e como as finanças verdes podem ser direcionadas para projetos na agricultura.


O secretário-adjunto de Política Agrícola do Mapa, José Ângelo Mazzillo, abordou as ações, resultados e próximos passos para o desenvolvimento do mercado de finanças verdes na agropecuária brasileira, como a criação da Cédula de Crédito do Agronegócio (CCA).


O trabalho da Ecoagro, empresa focada na emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs), foi destacado pelo diretor-executivo Moacir Teixeira. Ele falou sobre como funciona a securitização de recebíveis do agronegócio, vantagens, pontos de análise para adequação da estrutura dos CRAs e como pequenos e médios produtores podem acessar o mercado de capitais.


“Temos um potencial enorme e uma geração de empregos fantástica. Nós vamos precisar muito dos alunos da Faculdade CNA porque esse crescimento do mercado de capitais vai demandar pessoas com conhecimento do campo para desenvolver as nossas estruturas”, declarou Teixeira.


Tiago Lessa analisou os aspectos legais e as etapas dos green bonds (títulos verdes) e  as diferenças entre o mercado financeiro e o mercado de capitais. O sócio da Pinheiro Neto Advogados também apresentou a definição e as estruturas comuns de CRA, como cessão de carteira ou lastro pulverizado, emissão direta e distribuidores e revendas.


Outro destaque do webinar foi a apresentação de uma operação que se concretizou recentemente, mostrando que o recurso é acessível ao produtor. O CFO da Rizoma Agro, Alexandre Botelho, contou como foi o processo para a empresa emitir o primeiro green bond para agricultura no mundo certificado com o novo critério do Climate Bonds Standard.


O encontro foi encerrado pelo diretor de Distribuição da Necton, Rafael Giovani, que destacou quem são os investidores que procuram títulos do agro e as diferenças entre os investidores profissionais e pessoa física. Ele também comparou oferta pública com fechada e analisou porque títulos verdes criam um interesse maior nos investidores.


Fonte: Rural Pecuária

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
30 set 2020

Ministro Bento Albuquerque participa de reuniões de Ministros de Energia do G-20

+
SAIBA MAIS
30 set 2020

O futuro do setor não pode esperar

+
SAIBA MAIS
25 set 2020

RenovaBio: ANP revisa metas individuais de distribuidores para 2020

+
SAIBA MAIS
25 set 2020

Grupo de Trabalho Intercâmaras do MAPA avança sobre proposta comum para Reforma Tributária

+
SAIBA MAIS
25 set 2020

Setor avalia oferta e demanda de biodiesel para L76 em reunião de Monitoramento do Abastecimento do Biodiesel

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO