HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
25 jun 2019 - 08:38
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Poluição é cada vez mais letal - até mais do que tabagismo

Autores do estudo calculam que até 8,8 milhões de mortes ocorridas no mundo anualmente podem ser atribuídas ao ar sujo, enquanto fumo matou 7,2 milhões, em 2015, segundo ONU

O número de pessoas que morrem em consequência da poluição do ar pode exceder o número de mortes por tabagismo, indica um estudo de pesquisadores da Alemanha e do Chipre. O estudo, publicado na revista European Heart Journal em março, se concentrou no ozônio e nas menores partículas poluentes, conhecidas como PM2,5. Ambos são os que mais afetam a saúde porque penetram nos pulmões e podem até chegar à corrente sanguínea.

Os autores do estudo calculam que até 8,8 milhões de mortes ocorridas no mundo anualmente podem ser atribuídas ao ar sujo. 'Isso significa que a poluição do ar causa mais mortes extras por ano do que o tabagismo, que a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima ser responsável por mais de 7,2 milhões de mortes em 2015', disse o professor Thomas Munzel, do Centro Médico da Universidade de Mainz e um dos autores do estudo.




Fonte: Revista Planeta
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
09 jul 2020

Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta

+
SAIBA MAIS
07 jul 2020

Seminário discutirá como RenovaBio pode reverter aquecimento global

+
SAIBA MAIS
06 jul 2020

Soja: Brasil pode colher até 166 milhões de toneladas em 2028/2029, diz Fiesp

+
SAIBA MAIS
03 jul 2020

Balanço de maio e junho reforça compromissos de produção e entrega do setor de biodiesel

+
SAIBA MAIS
03 jul 2020

Em live, Bento Albuquerque afirma que Brasil está pronto para a retomada

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO