HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
11 fev 2022 - 09:29
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Ministério quer criar plano de P&D para descarbonização do transporte no Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, participou nesta quarta-feira (9) de reunião virtual com representantes da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). A entidade apresentou um estudo sobre a descarbonização no setor de transportes no Brasil, que é a diminuição do uso de combustíveis fósseis e transição para fontes como biocombustíveis e veículos elétricos.

Segundo a associação, o Brasil está entre os 10 maiores mercados automotivos no mundo. O estudo demonstrou como aconteceram as mudanças de rota tecnológica no setor de transporte em vários países e traçou diferentes cenários para o Brasil a depender do tipo de política adotada para incentivo ao uso de novas fontes de energia.

O ministro Marcos Pontes afirmou que o ministério tem interesse em reunir atores do setor de transporte e instituições de pesquisa para desenvolver uma política de pesquisa e desenvolvimento (P&D) sobre descarbonização no transporte. “O ministério de Ciência e Tecnologia tem essa característica de trabalhar junto com as empresas. Nós fizemos isso com o GT Farma, para criar uma política no setor de medicamentos e vacinas. Podem contar com a equipe do MCTI para debater o tema”, afirmou Pontes.

O ministro também enumerou iniciativas que contam com participação da pasta no setor de energias renováveis. “Nós temos trabalhado em energias renováveis, como um Centro de Pesquisa em Energias Renováveis, em Campina Grande (PB), que vai atuar em energia eólica, supercondutores, melhoria da eficiência de células fotoelétricas. Além disso, temos a parte de biocombustíveis e pesquisas de baterias com uso de nióbio, grafeno, lítio, no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM)”.

A ideia é que o tema continue sendo discutido dentro do ministério para o desenho da política. Participou da reunião também o secretário de Empreendedorismo e Inovação, Paulo Alvim. Representaram a Anfavea, o presidente Luiz Carlos Moraes, o vice-presidente Marco Saltini e os diretores Henry Joseph e Mauro Borges de Castro.

Fonte: MCTI

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
04 mar 2024

O biodiesel no combustível do futuro

+
SAIBA MAIS
04 mar 2024

Sindirações defende aprovação da PL do Combustível do Futuro

+
SAIBA MAIS
04 mar 2024

O combustível do futuro vai impulsionar o Brasil do presente

+
SAIBA MAIS
04 mar 2024

Emissões globais de CO2 relacionadas à energia atingem nível recorde em 2023

+
SAIBA MAIS
04 mar 2024

Temos sido lentos para enfrentar a crise climática, avalia diretora do FMI

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO