HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
12 abr 2022 - 09:12
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

EPE publica perspectivas para o mercado brasileiro de combustíveis no curto prazo

Empresa de Pesquisa Energética (EPE) publicou a edição de abril de estudo sobre as Perspectivas para o Mercado Brasileiro de Combustíveis no Curto Prazo. A empresa projeta crescimento de 0,8% nas vendas de óleo diesel, de 2,8% nas vendas de etanol hidratado, de 25% nas vendas de QAV, e de 0,3% nas vendas de GLP para 2022. Por sua vez, o consumo de gasolina C deverá manter-se estável em 2022.


O mercado brasileiro de combustíveis líquidos iniciou 2022 com resultados positivos, com aumento de 1,1% nos meses de janeiro e fevereiro em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse crescimento tem sido alavancado principalmente pelas vendas de óleo diesel e gasolina C.


A EPE estima que o mercado brasileiro de combustíveis deverá continuar a trajetória de recuperação ao longo de 2022, retornando aos níveis de 2019. Contudo, o consumo de combustíveis neste ano deverá refletir, em alguma medida, os efeitos da escalada de preços, além das menores expectativas do mercado para a economia brasileira – alta de 0,5% do PIB.


No caso do óleo diesel, a produção agrícola, favorecida pelo bom momento das commodities no mercado internacional, deverá ser o fiel da balança para o consumo. Apesar da estiagem que afetou a região Sul neste início de ano, a safra brasileira de grãos 2021/2022 deverá crescer 5,4% em comparação à safra 2020/2021.


Para os combustíveis do ciclo Otto, a EPE considera que a tendência de crescimento da mobilidade urbana no Brasil se manterá no curto prazo. Estima-se, ainda, uma perda gradual de participação da gasolina para o etanol hidratado no mix de combustíveis do ciclo Otto ao longo deste ano.


A disseminação da variante Ômicron afetou o setor aéreo no início de 2022, ainda que de forma menos intensa que em outras ondas da pandemia. Com isso, a curva de recuperação do QAV retrocedeu novamente em janeiro e fevereiro. No entanto, a EPE projeta uma retomada acelerada em março e abril. Além da crise sanitária, as vendas de QAV têm sido afetadas pelo aumento dos preços das passagens aéreas (em função da alta dos preços do petróleo) e pelo real desvalorizado, o que têm desestimulado viagens, principalmente em rotas internacionais.


Com o aumento dos preços do GLP ao longo de 2021 e início de 2022, muitas residências brasileiras reduziram o consumo ou optaram pela substituição por outro energético, especialmente em famílias de baixa renda. Apesar da escalada dos preços, a EPE estima um pequeno crescimento das vendas de GLP em 2022, por conta da disseminação de programas de transferência de renda para auxílio na compra de botijões por famílias de baixa renda – como o Auxílio Gás dos Brasileiros, instituído em novembro de 2021, de âmbito federal.


Perspectivas para o Mercado Brasileiro de Combustíveis no Curto Prazo é uma publicação bimestral da EPE que apresenta projeções para as vendas mensais dos principais derivados de petróleo e biocombustíveis no Brasil. A publicação objetiva reduzir a assimetria de informações, favorecendo a tomada de decisão no setor de energia.


Acesse a edição de abril de 2022.


Fonte: MME

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
30 jun 2022

ANP aprova a realização de consulta e audiência públicas para adoção de medida preventiva em relação a estoques de diesel A S-10

+
SAIBA MAIS
30 jun 2022

ANP fará consulta e audiência públicas sobre inclusão de operação para emissão de CBIOs

+
SAIBA MAIS
29 jun 2022

BSBIOS e Embrapa desenvolverão cereais de inverno para produção de etanol

+
SAIBA MAIS
29 jun 2022

Fórum Nacional discute oportunidades para o Trigo

+
SAIBA MAIS
27 jun 2022

Biocombustíveis serão tema de debates no Fórum Nacional do Trigo

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO