HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
20 jul 2021 - 14:18
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Alemanha espera aumento no consumo de biocombustíveis

É esperado que uma nova lei de gases de efeito estufa (GEE) na Alemanha leve a um aumento na demanda por biocombustível de óleo de colza, disse a União para a Promoção de Plantas de Óleo e Proteínas (UFOP). A lei sobre o desenvolvimento da cota de GEE, que foi aprovada no Bundestag alemão em 21 de maio, aumentou a obrigação de redução de GEE do país de 6% hoje, para 7% no próximo ano e para 25% em 2030, de acordo com o relatório. 


A demanda por matérias-primas derivadas da biomassa, como a canola, aumentaria devido à nova meta, segundo a UFOP. O UFOP disse que as usinas de biodiesel existentes devem mudar para a colza e, no curto prazo, a demanda por óleo de colza para a produção de biocombustível aumentará, e não apenas na Alemanha. Enquanto isso, a exclusão dos biocombustíveis à base de óleo de palma foi antecipada na União Europeia (UE) para 2023, disse o UFOP. Em 2022, a participação dos biocombustíveis de óleo de palma na UE seria limitada a 0,9%, fortalecendo a demanda por óleo de colza. 


Em 2020, foram necessários cerca de 3 milhões de toneladas de biodiesel e óleo vegetal hidrogenado (HVO) na Alemanha para cumprir a cota de GEE, segundo a UFOP. Desse total, cerca de 1 milhão de toneladas de biodiesel foi produzida a partir de óleos usados. No entanto, com a implementação do RED II em todos os estados membros, cotas de mistura de bioquerosene (com base em HVO) de óleos usados também seriam introduzidas, disse a UFOP. 


Há uma semana surgiu a notícia de que a empresa alemã Volkswagen decidiu fazer do Brasil um centro de pesquisa e desenvolvimento de sistemas de propulsão de automóveis que utilizam etanol e outros biocombustíveis como energia. 


Fonte: Agrolink

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
06 dez 2021

ESG: Emissão de gases, crédito de carbono e padronização de informações devem ser centro das atenções em 2022

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

ABPA PREVÊ MENOR OFERTA DE FARELO DE SOJA E ALTA DE PREÇOS COM DECISÃO SOBRE BIODIESEL

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Indústria de biodiesel e soja do Brasil crê em reversão de mistura menor

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Biocombustíveis estão caminhando para a ‘comodotização’ com plataforma de negociação

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Aprobio critica CNPE após redução de mistura obrigatória de biodiesel

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO