HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
01 fev 2017 - 08:22
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Governo lança ‘Precoce MS’ buscando excelência na produção de carne e redução do efeito estufa

Totalmente informatizado o novo programa deve considerar atributos do animal e da propriedade para concessão de benefícios


Uma nova fase na pecuária sulmatogrossense será inaugurada no próximo mês com o lançamento do programa Precoce MS.   Reformulado a partir do antigo programa ‘Novilho Precoce’, vigente por mais de 20 anos sem sofrer grandes alterações em seu escopo, o novo programa, além de ganhar roupagem mais moderna e ser todo informatizado, continuará  premiando os produtores considerando os atributos do animal, como maturidade, acabamento, sexo e peso.

Porém, para que recebam o máximo da premiação quando encaminhados para o abate, também serão considerados atributos do lote (que deve ter padronização de no mínimo 60%) e o processo produtivo dentro do estabelecimento rural. Ao avaliar o processo produtivo, quatro quesitos ajudarão a definir a pontuação final e o valor do beneficio: as boas práticas agropecuárias, comprovadas por meio de documentos trabalhistas, ambientais e sanitários; a identificação individual dos animais, a sustentabilidade e o associativismo.

Sobre este último item o coordenador de Pecuária da Secretaria de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Rubens Flávio Mello Correa, esclareceu que será avaliado o grau de envolvimento do produtor em associações ou algum sistema que se assemelhe. 'Todo tipo de acordo mercadológicos será avaliado'. Completou.

O que o Governo do Estado espera com o novo sistema, segundo Rubens é garantir maior transparência nas avaliações, conscientizar sobre a responsabilidade de todos com o meio ambiente em especial a redução de emissão de gases de efeito estufa, com o qual o Pais se comprometeu em importantes acordos internacionais e, oferecer mecanismos que induzam a ações voltadas a sustentabilidade das propriedades.

Envolvido em todo o processo de desenvolvimento do novo programa, a Embrapa Gado de Corte, disponibilizará um aplicativo para celular, no qual o produtor poderá fazer avaliação dos animais, do sistema de produção, além de simular os incentivos que receberá.

Para o secretário de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Mendes Lamas, a interação entre o Governo do Estado e as instituições que representam a classe produtora (como Famasul, Acrissul, Associação Novilho Precoce e Ministério da Agricultura e Abastecimento) na construção desse novo programa, desenvolvido numa plataforma totalmente informatizada e com mecanismos modernos de interação, garantirão ao Estado resultados mais eficazes na busca pela modernização da pecuária.

O programa começa a rodar em caráter experimental, a partir de de 1º de fevereiro de 2017. As inscrições dos técnicos,  produtores, empresas tipificadoras independentes e frigoríficos  encontram-se abertas no site www.sepaf.ms.gov.br onde também constam todas as informações.

Fonte: Jornal Agora MS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO