Óleo de cozinha e a poluição das águas

Projeto de extensão Educação Ambiental Comunitária, realiza um trabalho de conscientização com toda a comunidade para promover a reciclagem

Estima-se que cerca de 97,5% da água existente no mundo é salgada, e apenas 2,5% de água doce, potável ao ser humano. Era de se esperar que houvesse um maior cuidado então com a água que bebemos, não é mesmo? Porém, de acordo com um relatório divulgado pela ONU Meio Ambiente na última quarta-feira, os poluentes nos sistemas de água potável farão com que a resistência antimicrobiana se torne a maior causa de mortes até 2050.

Em alusão ao Dia Mundial da Água, na próxima sexta-feira, o projeto, juntamente com a Fundação do Meio Ambiente de Tubarão, a Tubarão Saneamento e a AFUBRA promovem um evento sobre a preservação e o uso consciente da água. A ação tem início nesta quarta-feira (20) e segue até a próxima sexta.

Fonte: Notisul

Reciclagem: aprenda a descartar corretamente o óleo de cozinha

Produto de uso doméstico é um dos mais danosos ao meio ambiente, com alto potencial poluente tanto para o solo como para a atmosfera

Para ajudar na preservação do meio ambiente, a Biblioteca Virtual do Estado de São Paulo disponibiliza um material on-line especial e bem completo sobre reciclagem, inclusive com orientação sobre como descartar o óleo de cozinha.

Um dos produtos domésticos mais danosos ao meio ambiente é o óleo de cozinha usado. Para dar uma ideia do seu potencial poluente, alguns estudos sugerem que o descarte incorreto de um litro de óleo de cozinha pode contaminar até um milhão de litros de água.

Ao atingir o solo, ele facilita a sua impermeabilização, fazendo com que não absorva tanto a água das chuvas e, consequentemente, as enchentes sejam mais frequentes. Os efeitos negativos também se estendem para a atmosfera, pois quando o óleo de cozinha usado se decompõe ocorre a emissão de metano, um gás que também causa o efeito estufa.

Com o óleo de cozinha usado é possível produzir diversos produtos. Por exemplo, o óleo é base para a fabricação do biodiesel, sabão, tintas a óleo e massa de vidraceiro.

Onde descartar

A melhor maneira de armazenar o óleo usado em frituras é em garrafas PET. Para facilitar a entrada do óleo na garrafa é recomendado utilizar um funil. Se necessário, peneire o líquido para evitar o excesso de detritos de fritura.

Depois de encher as garrafas, feche bem para evitar vazamento e armazene num local longe da curiosidade de crianças e animais domésticos. Depois, basta levar para um posto de entrega voluntária (alguns postos ficam em supermercados e estabelecimentos comerciais) ou entre em contato com uma empresa ou ONG que possa fazer a coleta do material.

Confira aqui onde deixar o material.

Nunca faça o descarte na pia da cozinha. Normalmente, as residências possuem um sistema conhecido como caixa de gordura que é instalado no encanamento. Feito de PVC ou concreto, sua função é armazenar a gordura proveniente das pias.

Contudo, com o tempo o descarte incorreto de óleo pela pia poderá acumular excesso de gordura e, consequentemente, entupir os encanamentos. Uma vez entupido, o processo para limpar o encanamento é trabalhoso. Além disso, o óleo usado que passa pelos encanamentos pode atingir rios e causar problemas ao meio ambiente.

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo

Assine nossa newsletter e tenha acesso as principais notícias do setor


aprobio@aprobio.com.br
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 - Conj. 91 - Jd. Paulistano - 01452-911 - São Paulo - SP - Tel: 55 11 3031- 4721