HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
24 jul 2017 - 06:18
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Safra 2017/18 de soja do Brasil pode cair para 110,6 mi t, diz Ministério

A produção de soja em grão pelo Brasil na safra 2017/18 deverá totalizar 110,66 milhões de toneladas, queda de 2 por cento em relação a 2016/17, projetou o Ministério da Agricultura nesta sexta-feira (21), em boletim que traça perspectivas também para os próximos dez anos.

De acordo com a pasta, o ciclo 2017/18, cujo plantio se dá no segundo semestre, tem como limite superior de estimativa 121,50 milhões de toneladas, o que representaria, neste caso, aumento de 7,5 por cento em relação ao registrado no anterior, quando as produtividades foram excelentes.

Para o longo prazo, o Ministério diz que o Brasil poderá colher até 175,28 milhões de toneladas em 2026/27, com a área passando de quase 34 milhões de hectares atualmente para mais de 54 milhões de hectares daqui dez anos, no cenário mais otimista.

"Estima-se que a expansão de área deve ocorrer em áreas de grande potencial produtivo, como as áreas de cerrados compreendidas na região que atualmente é chamada de Matopiba, por compreender terras situadas nos Estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia", informa o Ministério.

Em relação ao milho, a pasta prevê que a produção total (primeira e segunda safras) em 2017/18 seja de 95,42 milhões de toneladas, podendo chegar a um máximo de 113,91 milhões de toneladas, ante 96 milhões de toneladas esperadas para 2016/17 na última estimativa da Conab.

Em 10 anos, a produção do grão pode alcançar até 177,23 milhões de toneladas (limite superior das projeções), com a área plantada passando de 17,2 milhões para até 24,1 milhões de hectares.

Compreendendo-se todos os grãos, para 2026/17, a safra nacional de grãos está estimada pelo ministério em 288,17 milhões de toneladas, alta de mais de 50 milhões de toneladas ante os volumes atuais, podendo atingir 343,81 milhões de toneladas na projeção mais otimista.

Paralelamente, a área plantada com grãos em dez anos deve passar dos atuais 60,36 milhões de hectares para 70,82 milhões de hectares --o limite superior, neste caso, é de 85,84 milhões de hectares.

Fonte: Reuters
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
02 jun 2020

Economia ambientalista para superar a crise causada pela COVID-19

+
SAIBA MAIS
02 jun 2020

Artigo: Combate à poluição será prioridade em saúde

+
SAIBA MAIS
29 mai 2020

Bioenergia e bioeconomia: é preciso manter o rumo certo

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Curso sobre mudanças climáticas online e gratuito é lançado pela ONU

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Desafio de universalizar acesso une instituições públicas e privadas

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO