HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
20 out 2021 - 09:46
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Uso do biodiesel no Brasil é referência mundial de descarbonização do setor de transportes, diz APROBIO

Em reunião no Ministério de Infraestrutura, entidade apresenta esclarecimentos sobre falsas alegações relativas à qualidade do biocombustível feitas por distribuidoras, indústria automotiva e postos de combustíveis


A Aprobio, representada pelo seu presidente do Conselho de Administração, Francisco Turra, e pelo diretor Superintendente, Julio Cesar Minelli, participou de reunião, na sexta-feira (15), no Ministério de Infraestrutura, com representantes da Secretaria Executiva, do Gabinete do Ministro e da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres: o Diretor de Programa, Mateus Szwarcwing, os Assessores Leandro Albuquerque e Camila Martins e a Diretora de Planejamento de Gestão de Projetos Especiais, Lorena Duarte.


O objetivo do encontro virtual foi oferecer esclarecimentos sobre as falsas alegações sobre a qualidade do biodiesel feitas por distribuidoras, indústria automotiva e postos de combustíveis. Também foram tratadas questões tributárias que afetam as condições de competitividade para a exportação de biodiesel.


A Aprobio reforçou a importância do papel do Ministério de Infraestrutura na defesa do biodiesel como um patrimônio do Brasil, seja no cenário nacional, seja como referência mundial de descarbonização do setor de transportes, e na progressão da mistura até o B15 (já definido em lei).


Minelli também destacou que precisam ser criadas condições de isonomia com os demais países exportadores de biodiesel, além de contar com o apoio do ministério para a aprovação do Projeto de Lei 528/2020, que estende o cronograma de avanço da mistura de biodiesel até atingir B20 a partir de 2028, e para a aprovação do PL 1873/2021, que estabelece o Programa Nacional dos Combustíveis Avançados Renováveis, o HVO (diesel verde) e o SPK (bioquerosene de aviação).


As informações oferecidas serão levadas pelo diretor ao ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, que tem participação no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), órgão responsável em tomar decisões sobre políticas públicas que envolvem o biodiesel. Szwarcwing destacou que o ministro é a favor e um defensor do programa de biodiesel. Turra aproveitou a oportunidade para convidar o ministro e representantes do ministério para visitarem uma produtora de biodiesel para poderem constatar o compromisso com qualidade do setor.


Fonte: Portal do Agronegócio

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
06 dez 2021

ESG: Emissão de gases, crédito de carbono e padronização de informações devem ser centro das atenções em 2022

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

ABPA PREVÊ MENOR OFERTA DE FARELO DE SOJA E ALTA DE PREÇOS COM DECISÃO SOBRE BIODIESEL

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Indústria de biodiesel e soja do Brasil crê em reversão de mistura menor

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Biocombustíveis estão caminhando para a ‘comodotização’ com plataforma de negociação

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Aprobio critica CNPE após redução de mistura obrigatória de biodiesel

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO