HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
20 dez 2023 - 16:00
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

União Europeia investigará alegação de dumping de biodiesel importado da China

A União Europeia afirmou nesta quarta-feira que iniciará uma investigação antidumping sobre as importações de biodiesel da China, que teria reduzido a produção europeia, segundo a indústria local.


Em agosto, houve o início de uma investigação para verificar se o biodiesel da Indonésia estava contornado as tarifas da UE ao passar pela China e pelo Reino Unido. A nova investigação, motivada por uma reclamação do grupo de produtores European Biodiesel Board (EBB), cobrirá o período de 1º de outubro de 2022 a 30 de setembro de 2023.


A investigação levará até 14 meses, com possibilidade de imposição de tarifas provisórias no prazo de oito meses.


"Os produtores da UE apresentaram provas de importações de biodiesel da China que entram na UE a preços artificialmente baixos e alegam que essas importações prejudicando gravemente a sua indústria porque não podem competir com preços tão baixos", afirmou a Comissão Europeia em comunicado.


A missão da China na UE e a Câmara de Comércio Chinesa não responderam imediatamente a pedidos de comentários.


A China foi o maior exportador de biodiesel para o bloco de 27 membros em 2023, disse o EBB num comunicado separado.


"Em 2023, as importações chinesas objeto de dumping causaram um colapso no mercado e fecharam locais de produção em vários Estados-membros", acrescentou o EBB.


Além do possível trânsito de biodiesel indonésio, houve desequilíbrios estruturais no comércio de biodiesel com a China, com os preços não refletindo as categorias de biocombustíveis avançados ou baseados em resíduos como a maioria das cargas foram classificadas, afirmou.


O biodiesel está entre os combustíveis alternativos passíveis de reduzir as emissões de carbono nos transportes. A indústria da UE, que a Comissão afirma valer 31 bilhões de euros (34 bilhões de dólares) por ano, tem sido objeto de disputas regulares com parceiros comerciais.


 


Fonte: Investing.com

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16 abr 2024

Previsibilidade e segurança jurídica: APROBIO destaca importância do PL Combustível do Futuro em audiência no Senado

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Planeta bate novo recorde de calor e especialistas explicam preocupação

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Aquecimento global vai parar na Justiça: crescem casos de litigância climática contra desmatadores

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Deputado diz que Petrobras tenta “pegar carona” no Combustível do Futuro

+
SAIBA MAIS
15 abr 2024

Combustível do Futuro terá investimentos de R$ 200 bi, diz Alceu Moreira

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO