HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
26 jan 2024 - 16:56
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Setor entrega recorde de 7,34 bilhões de litros de biodiesel em 2023 com qualidade e eficiência

Os dados consolidados do mercado de biodiesel em 2023 anunciados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) confirmam a capacidade de resposta e de qualidade de atuação do setor. Entre janeiro e dezembro do ano passado, as empresas entregaram 7,34 bilhões de litros às distribuidoras, um volume quase 20% superior ao comercializado em 2022 e cerca de 7,7% superior ao seu melhor desempenho registrado em 2021. Importante que o aumento da mistura de 10% de biodiesel para 12% (B12) anunciado no começo do ano passado não pegou o setor de surpresa porque já estava preparado para, com os investimentos feitos, atender uma demanda de B15, conforme evolução prevista em resolução anterior e interrompida em abril de 2021.


“Não faltou matéria-prima, não faltou capacidade e sobrou qualidade ao produto ofertado em forma de mistura ao diesel fóssil nas bombas como todo o setor já previa”, destacou Francisco Turra, Presidente do Conselho de Administração da APROBIO. “A economia verde cresceu, com mais empregos e até o preço na bomba se comportou de forma estável ao longo do ano e não houve nenhum problema de desempenho que os inimigos da sustentabilidade e da descarbonização teimaram em rogar”, celebrou Turra.


Estudo do Observatório de Conhecimento e Inovação em Bioeconomia da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou que a presença do biodiesel na matriz de ciclo diesel ajudou a evitar a emissão de 4,4 milhões de toneladas de CO2 equivalentes no segundo trimestre de 2023, quando a mistura obrigatória do biocombustível cresceu para 12%. Turra reforça que “o tamanho dos benefícios de descarbonização tão desejados por toda a sociedade seria muito maior se a mistura prevista de B15 tivesse sido cumprida”.


“O certo é que o setor celebra 19 anos de história fazendo sua parte ao apoiar o Brasil no compromisso de cumprir suas metas de descarbonização do setor de transportes, além de ser exemplo de transição energética”, disse Julio Cesar Minelli, Diretor Superintendente da APROBIO. “E estamos prontos para avançar até pelo menos B20, beneficiando no curto prazo os grandes centros urbanos sem mudança em motores e custos em novas infraestruturas de abastecimento”, completa Minelli.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16 abr 2024

Previsibilidade e segurança jurídica: APROBIO destaca importância do PL Combustível do Futuro em audiência no Senado

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Planeta bate novo recorde de calor e especialistas explicam preocupação

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Aquecimento global vai parar na Justiça: crescem casos de litigância climática contra desmatadores

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Deputado diz que Petrobras tenta “pegar carona” no Combustível do Futuro

+
SAIBA MAIS
15 abr 2024

Combustível do Futuro terá investimentos de R$ 200 bi, diz Alceu Moreira

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO