HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
24 mai 2022 - 10:20
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Poluição mata 9 milhões de pessoas por ano no mundo, diz estudo

Segundo a análise publicada na The Lancet, o número de mortes por poluição supera o de mortes devido ao trânsito, a álcool e a drogas


A poluição foi responsável por uma em cada seis mortes em todo o mundo em 2019. O dado faz parte de estudo divulgado na revista científica norte-americana The Lancet nesta semana. Segundo o relatório, baixa qualidade do ar, consumo de água suja e poluição química tóxica causaram mais óbitos do que acidentes no trânsito, abuso de álcool e drogas e o HIV.



O número representa 9 milhões de pessoas a cada ano. Mais de 90% das mortes ocorrem em países de renda baixa ou média. O ranking de óbitos prematuros causados pela poluição é liderado pela Índia, com 2,3 milhões por ano. A China vem logo em seguida, também acima dos 2 milhões.


Os dados de 2019, retirados da Carga Global de Doenças, Lesões e Fatores de Risco, são os mesmos desde 2015. O que preocupa os autores do estudo é a falta de avanço significativo no combate à contaminação do ar, do solo e da água.


Conforme a pesquisa, os óbitos por poluição aumentaram 66% desde 2000. O crescimento foi causado, principalmente, pela queima de combustíveis fósseis, como o petróleo.
No levantamento, 75% das 9 milhões de mortes estão relacionadas à poluição do ar. Óbitos por produtos químicos tóxicos somaram 1,8 milhão. A água poluída está associada a 1,4 milhão de mortos.


“Prevenir a poluição também pode retardar as mudanças climáticas e nosso relatório pede uma transição massiva e rápida de todos os combustíveis fósseis para energia limpa e renovável”, comentou o principal autor do estudo, Philip Landrigan, do Boston College (EUA).


Esforço coletivo
Para o socioambientalista e educador ambiental Thiago Ávila, “é bastante preocupante que as pessoas não percebam que a poluição da água, do solo e da atmosfera causam quase 25 mil de mortes diariamente ao redor do mundo”.


O especialista destaca a fragilidade das políticas ambientais dos países em desenvolvimento. “Embora os países periféricos consumam muito menos que o norte global, a divisão internacional do trabalho, a baixa regulação e sistemas políticos frágeis os tornam grande depósito de resíduos do planeta.”


De acordo com Ávila, se responsabilizar a combater a poluição é um esforço coletivo necessário. Ações individuais como usar mais transporte público, coletar lixos em ruas e praias e exercer o consumo consciente contribuem para uma sociedade mais avançada.


Fonte: Metrópoles

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
30 jun 2022

ANP aprova a realização de consulta e audiência públicas para adoção de medida preventiva em relação a estoques de diesel A S-10

+
SAIBA MAIS
30 jun 2022

ANP fará consulta e audiência públicas sobre inclusão de operação para emissão de CBIOs

+
SAIBA MAIS
29 jun 2022

BSBIOS e Embrapa desenvolverão cereais de inverno para produção de etanol

+
SAIBA MAIS
29 jun 2022

Fórum Nacional discute oportunidades para o Trigo

+
SAIBA MAIS
27 jun 2022

Biocombustíveis serão tema de debates no Fórum Nacional do Trigo

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO