HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
21 set 2023 - 11:47
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Organizações querem triplicar a capacidade de energia renovável até 2030

Uma coligação de mais de 250 organizações – que representa mais de 12 bilhões de dólares, equivalente ao PIB do Japão, Índia e Alemanha combinados – publicou nesta última segunda-feira, 18, uma carta aberta com a ambição de triplicar a capacidade de energia renovável para 11 mil GW (Gigawatt) até 2030. A expectativa é que os detalhes sejam acordados durante a COP28, em Dubai. A aliança é formada por compradores, produtores, organizações governamentais e membros da sociedade civil, sendo que metade dos signatários estão nas regiões da Ásia, África e América Latina.
 
“Uma mudança radical no crescimento das energias renováveis, combinada com um aumento na eficiência energética nesta década, será a forma mais rápida e mais económica de descarbonizar a economia global. Este é um dos compromissos mais importantes que a comunidade global pode assumir para garantir um futuro habitável a todos”, diz o documento. 

O acordo vem em momento ímpar, quando as preocupações mundiais estão voltadas para manter o aumento da temperatura terrestre em até 1,5ºC. Segundo dados da Agência Internacional de Energia Renovável da WETO (do inglês, World Energy Transitions Outlook), é preciso uma “correção imediata” ainda nesta década para limitar o aquecimento global. Para a organização, pensar em saídas sustentáveis para o setor de energia renovável é essencial para o contexto.


“No contexto da 78ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas e da Ambição Climática, o enorme apoio a um ambicioso objetivo de energia renovável é motivo de optimismo. Faltando menos de três meses para o início das negociações climáticas da COP28, vemos que o mundo está pronto para o que o secretário-geral da ONU chamou de ‘salto na ação climática’”, afirmou Bruce Douglas, CEO da Global Renewables Alliance, uma das empresas participantes da coalizão.


Mas seriam necessários cerca de 4 bilhões de dólares em investimentos anuais em tecnologia para a implementação de inovação nas frentes de energia eólica, solar, geotérmica e outras fontes renováveis. A ação vem em consonância com o objetivo de potencialização do mercado de hidrogênio verde e de armazenamento energético. 


Os principais signatários da carta incluem os membros da presidência da COP28, o Global Renewables Alliance, IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável), The Nature Conservancy, o Climate Group, American Clean Power, RE100, REN21 e empresas como Amazon, Apple, Google e Unilever.  


“O argumento comercial das energias renováveis nunca foi tão forte. Mas temos de ultrapassar urgentemente as barreiras sistêmicas em termos de infraestrutura, política e capacidades institucionais para construir um novo sistema energético que funcione com energias renováveis”, disse Francesco La Camera, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Renovável. 


Fonte: Exame

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
12 abr 2024

ANP autoriza teste de uso de biodiesel 100% em frota marítima fluvial

+
SAIBA MAIS
12 abr 2024

Incentivo a 'combustíveis do futuro' será debatido na Comissão de InfraestruturaFonte: Agência Senado

+
SAIBA MAIS
12 abr 2024

Luciana Santos anuncia aporte de R$ 1 milhão para pesquisa da UFPE na área de biocombustível

+
SAIBA MAIS
11 abr 2024

Governo Lula e agro se aproximam por biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
11 abr 2024

As idosas suíças que ganharam o 1º caso sobre mudanças climáticas na Justiça

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO