HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
02 fev 2017 - 11:28
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Poluição de veículos a diesel é especialmente prejudicial para crianças

Uma equipe de cientistas demonstrou que a exposição diária a altos níveis de dióxido de nitrogênio e de carbono atrasam a sua velocidade natural de resposta


A exposição diária a agentes de poluição afeta a capacidade de atenção das crianças - foi a conclusão do estudo de cientistas do ISGlobal de Barcelona, publicado na revista 'Epidemiology'.

A investigação, dirigida por Jordi Sunyer, faz parte do projeto Breathe, o qual tem como objetivo calcular o impacto da poluição no cérebro dos mais novos e já havia chegado a importantes conclusões: a contaminação do ar prejudica o desenvolvimento da capacidade cognitiva desse público.

Segundo o estudo, 'o desempenho das crianças foi mais lento e menos consistente' nos dias em que estiveram expostas a níveis mais elevados de poluição. Assim, verifica-se um 'atraso de cerca de um mês no desenvolvimento da atenção' dos jovens, que afeta a velocidade natural de resposta.

Em visitas trimestrais a colégios, os investigadores submeteram as crianças a vários testes psicotécnicos num computador. O cientista, citado pelo jornal espanhol 'El País', explica que as respostas aos estímulos 'eram medidas em milissegundos'. Para além destes testes, os resultados obtidos eram ainda cruzados com ressonâncias magnéticas e com os valores de medições diárias dos níveis de dióxido de nitrogênio e carbono, no interior e no exterior das salas.

'A atenção prestada não é constante ao longo do tempo e aproveitamos essa variação diária para verificar se a contaminação das 24 horas anteriores tinha influência nos resultados dos testes. Constatamos que sim: a poluição, especialmente a que provém dos veículos a diesel, reduz a capacidade de atenção dos jovens', elucidou o cientista responsável pelo estudo.

No entanto, Sunyer sublinha que ainda se desconhecem os efeitos que estes agentes poluentes 'podem ter sobre a capacidade de atenção e aprendizagem a longo prazo'.

Quanto ao futuro, o investigador declara que vai agora estudar que fatores de suscetibilidade podem estar relacionados com os efeitos da poluição nas crianças. 'Estamos avaliando se há determinantes genéticos que protegem ou os tornam vulneráveis aos efeitos dos agentes contaminantes'. O cientista revela ainda que pretende  estudar também a forma como a poluição tem impacto no crescimento dos bebés na idade pré-natal.

Fonte: Expresso
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO