HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
07 jun 2024 - 09:05
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Na Câmara, MME defende avanços na bioeconomia para promoção da transição energética

A bioeconomia foi o tema da solenidade realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta semana, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. O evento, promovido pela Frente Parlamentar de Bioeconomia, teve a presença do secretário Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME, Pietro Mendes, representando o ministro Alexandre Silveira.


Durante o evento, Pietro Mendes salientou a importância de superar desafios para o crescimento da bioeconomia brasileira. “A pesquisa, o desenvolvimento e a inovação são fundamentais para alavancar o nosso potencial da bioeconomia”, destacou. Ele também ressaltou a necessidade de condições para suprir a escassez de recursos orçamentários no país. “O governo hoje enfrenta competição global para a atração de investimentos de bioeconomia, e nós não temos os mesmos recursos orçamentários que outros países têm. É preciso então permitir a utilização de créditos tributários para financiar as soluções energéticas com produtos de bioeconomia”, ressaltou o secretário.


Em alusão a iniciativas como a do Projeto Combustível do Futuro, Pietro Mendes destacou a mobilização parlamentar em torno da sustentabilidade do planeta com a adoção cada vez maior de energias renováveis. “O tempo é curto. Reconhecemos o esforço Legislativo para que os projetos nesse sentido sejam aprovados esse ano. A bioeconomia tem um papel fundamental na transição energética”, reconheceu o secretário.


 


Decreto


No mesmo dia, o governo lançou a Estratégia Nacional de Bioeconomia, instituída pelo presidente Lula por meio da assinatura do Decreto 12.044/2024. O documento reúne as diretrizes e objetivos estratégicos para o desenvolvimento de cadeias de produtos, processos e serviços que utilizam recursos biológicos e tecnologia avançada para elaboração de produtos mais sustentáveis.


Além do MME, estiveram presentes ao encontro representantes dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); da Agricultura e Pecuária (MAPA); da Fazenda; do Meio Ambiente e Mudança do Clima; do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços; das Relações Exteriores (Palácio do Itamaraty); da Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) e de empresas de biosoluções.


 


Você sabia?


• O etanol e o biodiesel são responsáveis por cerca de um terço do total de combustíveis utilizados no país.
• De acordo com dados da organização para cooperação e desenvolvimento econômico (OCDE), a bioeconomia movimenta, no mercado mundial, cerca de 2 trilhões de euros e gera cerca de 22 milhões de empregos.
• Estudo da S&P Global, juntamente com outras entidades, projeta faturamento de R$ 17 bilhões para o mercado de bioinsumos no Brasil até 2030, com taxa de crescimento anual próxima dos 25%.


 


Fonte: Ministério de Minas e Energia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
14 jun 2024

Comissão de Transições Energéticas afirma que os países podem triplicar a ambição climática até a COP30

+
SAIBA MAIS
14 jun 2024

Empresas brasileiras se instalam nos EUA para aproveitar incentivos à energia limpa

+
SAIBA MAIS
14 jun 2024

Primeiras operações logísticas e agrícolas com uso de Biodiesel 100% mostram o potencial dos combustíveis verdes no Brasil

+
SAIBA MAIS
14 jun 2024

Alexandre Silveira reforça papel mundial do Brasil na transição energética

+
SAIBA MAIS
14 jun 2024

G20 é oportunidade para mudar visão sobre América Latina, dizem líderes

 

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO