HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
06 out 2021 - 09:58
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Conselho define metas de créditos de descarbonização para período de 2022 a 2031

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou resolução que define as metas compulsórias anuais de redução de emissões de gases causadores do efeito estufa para o período 2022 a 2031, por meio da compra de créditos de descarbonização pelas distribuidoras de combustíveis.


A meta global para o ano de 2022 será de 35,98 milhões de CBios, próxima de uma expectativa anterior, conforme nota divulga na noite de terça-feira pelo Ministério de Minas e Energia.


As distribuidoras de combustíveis precisam comprar os créditos emitidos por produtores de biocombustíveis, conforme a política governamental do RenovaBio, para compensar emissões relativas à venda de derivados de petróleo.


Tal meta será posteriormente desdobrada em metas individuais para os distribuidores de combustíveis, considerando a participação de cada um no mercado de combustíveis fósseis.


As metas de descarbonização são crescentes. Para 2023, foi estabelecido objetivo de 42,35 milhões de CBios.


O ministério disse que, para o período de 2023 a 2030, o CNPE reiterou os limites e respectivos intervalos de tolerância estabelecidos anteriormente, e também estipulou os valores para o ano de 2031, fixados em 95,67 milhões de CBios.


De acordo com relatório recente do Itaú BBA, o Brasil emitiu no acumulado do ano até o final de setembro 23,23 milhões de títulos, representando 93,3% do total da meta a ser cumprida no ano, de 24,9 milhões.


O Itaú BBA disse ainda que o volume negociado de CBios ganhou força em setembro, com 11,6 milhões de títulos negociados no mês.


O banco ressaltou ainda que os preços médios de negociação atingiram a máxima do ano, de 48,83 reais por crédito, na segunda quinzena do mês passado — o preço médio de 2021 gira em torno de 34,30 reais.


Fonte: UOL Economia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
06 dez 2021

ESG: Emissão de gases, crédito de carbono e padronização de informações devem ser centro das atenções em 2022

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

ABPA PREVÊ MENOR OFERTA DE FARELO DE SOJA E ALTA DE PREÇOS COM DECISÃO SOBRE BIODIESEL

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Indústria de biodiesel e soja do Brasil crê em reversão de mistura menor

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Biocombustíveis estão caminhando para a ‘comodotização’ com plataforma de negociação

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Aprobio critica CNPE após redução de mistura obrigatória de biodiesel

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO