HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
14 jan 2022 - 12:33
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Como o novo modelo de comércio de biodiesel do Brasil se comportou em sua estreia

Julio Cesar Minelli, diretor superintendente da associação de produtores de biocombustíveis Aprobio


"O volume contratado atingiu cerca de 957Ml de biodiesel ou 47% da capacidade de produção de dois meses autorizada pela ANP. De qualquer forma, a informação de que o volume contratado estava 36% acima da meta das distribuidoras é uma boa notícia, uma vez que a meta é baseada em 80% da demanda para o mesmo período de 2021.


"É importante destacar os esforços dos produtores e distribuidores para manter o mercado totalmente abastecido e fechar contratos em prazos muito curtos. Os impactos de toda essa operação na saúde financeira das organizações só serão avaliados corretamente ao longo do tempo.


"Ainda há risco de baixa execução do contrato, mas essa análise depende do conhecimento das condições de 'não retirada' e das condições financeiras acordadas nos contratos entre as partes. Uma análise precisa também será realizada durante o período de execução desses contratos.


"A indústria de biodiesel também participou de negociações que levaram a um acordo com o Conselho Nacional de Política Fiscal (Confaz) em dezembro de 2021 para resolver uma questão tributária sobre a cobrança do ICMS na maioria dos estados produtores, a fim de leilões e venda direta de biocombustíveis às distribuidoras. O impulso apoiou o novo sistema a ser desenvolvido com mais segurança para todas as partes em benefício do consumidor final.


"Percebe-se que o sistema SRD-Biodiesel da ANP cumpriu seu papel nessa primeira experiência, mas levará mais tempo para ser avaliado e melhorado.


"A demanda para os dois primeiros meses de 2022 projeta um consumo de 924Ml de biodiesel para um mix de 10% (B10). Portanto, 957Ml é apenas 3,7% maior do que a demanda esperada. Os indicadores mostram mais uma vez a capacidade da indústria de atender a 13% e 14% [mistura de biodiesel no diesel] o que eram [anteriormente] mandato para este e os próximos dois trimestres.


"A indústria continua se mobilizando para que o mandato de mistura de biodiesel retorne ao que está estabelecido por lei, que deve ser de 14% (B14) a partir de março deste ano, e B15 a partir de março de 2023


[Nota do editor: Em setembro passado, o governo federal decidiu reduzir a mistura obrigatória de biodiesel no diesel por causa do alto preço da soja, principal matéria-prima para a produção de biocombustível no Brasil.]


"A indústria planejou e investiu para isso, e reduzir o mix, além de cortar a demanda planejada, afetará empregos verdes e investimentos já feitos e futuros em toda a cadeia."


Fonte: BNamericas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO