HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
24 jun 2020 - 09:00
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Câmara Setorial reforça importância de agregar valor à cadeia de soja para fortalecer economia no país e setor do biodiesel é um vetor importante

Câmara Setorial reforça importância de agregar valor à cadeia de soja para fortalecer economia no país e setor do biodiesel é um vetor importante

A importância de intensificar a industrialização da soja, fortalecendo o valor agregado à cadeia com mais processamento para produzir mais farelo e óleo, gerando emprego e alimento no país e reforçando a produção de biodiesel e a exportação de carne. Este foi um dos temas que permeou as apresentações da edição virtual da 38ª Reunião Ordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva das Oleaginosas e Biodiesel (CSOB) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), presidida pelo diretor superintendente da APROBIO, Julio Cesar Minelli, nesta terça-feira (23).


A Força Tarefa com profissionais de vários setores e entidades que formam a Câmara está desenvolvendo estudos para propor ações dentro da Agenda de Inovação com a meta de aumentar o esmagamento de soja – atualmente está abaixo dos 36% do volume colhido – para 65% até 2028, e assim aumentar o valor produzido no campo, contando com o crescimento sustentável da produção de biodiesel nos próximos 10 anos.


Bruno Galvêas Laviola, Supervisor do Núcleo de Desenvolvimento Institucional (NDI) da Embrapa Agroenergia, apontou o resultado de um levantamento entre os integrantes da Câmara. A pesquisa indicou as principais frentes de atuação a serem trabalhadas: proposta de políticas setoriais que potencializem a industrialização da soja no país; aumento da produção animal em sistemas semi-intensivos ou intensivos; incentivo a programas de melhoramento genético de soja nacional para recuperação do teor de proteínas de soja e inclusão do farelo de soja na pauta de negociação comercial com a China.


De acordo com Bruno, a partir do estudo serão definidas as frentes prioritárias, os planos de ação, a realização de painéis com especialistas e a forma de difusão das propostas da Agenda de Inovação.


Oferta e demanda da soja


Daniel Furlan Amaral, Economista-Chefe da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE) apresentou as previsões sobre oferta e demanda do Complexo Soja e destacou aspectos da evolução desse mercado. A estimativa para 2020 é de uma safra recorde de 124,5 milhões de toneladas. Desse montante, 78 milhões de toneladas vai para exportação (números acima da média histórica, sendo 78% para a China) e 44,5 milhões de toneladas (35,74%) serão processadas em farelo (33,9 Mt) e em óleo (8,9 Mt), dos quais 4,85 milhões serão destinados ao biodiesel.


Se por um lado foi possível verificar o forte desempenho e crescimento do setor, por outro reforça a importância de internalizar valor agregado à cadeia. “O desenvolvimento do trabalho da Frente de Estudos da Agenda da Inovação com foco na ampliação do percentual de processamento da soja no país e na ampliação de alvos de nossa exportação vai permitir ampliar empregos no Brasil e garantir segurança para produção e abastecimento dos produtores de biodiesel”, analisou Julio Cesar Minelli, presidente da CSOB e diretor superintendente da APROBIO.


“Como já foi destacado em encontro de representantes do setor com a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, é importante criar mecanismos que ajudem a reter mais matéria-prima no Brasil para a produção de biodiesel e de carnes”, completou Julio.


Plano Safra 2020/2021


Wilson Vaz de Araújo, diretor do Departamento de Financiamento e Informação da Secretaria de Política Agrícola do MAPA, fez um resumo dos principais pontos do recém aprovado Plano Safra 2020/2021. O crédito rural ficou em R$ 236,3 bilhões (6,1% superior ao período anterior), sendo R$ 154,3 bilhões com o chamado juros controlados e R$ 82 bilhões com juros livres. Wilson identificou como destaques os valores para apoio à inovação tecnológica, à irrigação (com destaque para atender o problema de seca que afetou a Região Sul neste ano), ao financiamento de aquisição de cotas de reserva ambiental, máquinas e equipamentos, cooperativismo e agricultura familiar.


Selo Combustível Social
 
Marco Aurélio Pavarino, coordenador-Geral de Extrativismo do Departamento de Estruturação Produtiva da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do MAPA, atualizou os integrantes da Câmara sobre as propostas de aprimoramentos, que estão sendo discutidas com o setor, na política do Selo Combustível Social. Foi destacada a importância desses avanços e, o apoio do setor de biodiesel à continuidade dessa política que é o pilar social do programa.
 
PL 528/2020
 
Por fim, foi informado sobre o trâmite do Projeto de Lei  528/2020, apresentado pelo Deputado Federal Jerônimo Göergen, Presidente da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel na Câmara Federal, que trata da previsibilidade da continuidade de aumento da mistura obrigatória mínima de biodiesel progressivamente até chegar a 20% (B20) em 2028.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
25 set 2020

RenovaBio: ANP revisa metas individuais de distribuidores para 2020

+
SAIBA MAIS
25 set 2020

Grupo de Trabalho Intercâmaras do MAPA avança sobre proposta comum para Reforma Tributária

+
SAIBA MAIS
25 set 2020

Setor avalia oferta e demanda de biodiesel para L76 em reunião de Monitoramento do Abastecimento do Biodiesel

+
SAIBA MAIS
21 set 2020

RenovaBio: ANP realiza webinar e programa atinge 9 milhões de créditos de descarbonização (CBIOs)

+
SAIBA MAIS
18 set 2020

APROBIO defende na ANP que Diesel Verde é novo biocombustível: produto exige especificação, marco regulatório e cadeia produtiva própria

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO