HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
13 jul 2021 - 15:18
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

APROBIO considera retomada para 12% na mistura do biodiesel no L81 reconhecimento da importância do setor e do biocombustível para a matriz energética brasileira

"A decisão de reestabelecer o percentual de biodiesel para 12% no 81º Leilão de Biodiesel demonstra que prevaleceu no governo federal a visão de que o biodiesel é um patrimônio nacional e fundamental para uma transição energética para uma matriz mais limpa. Como pano de fundo, temos a reafirmação da qualidade do nosso produto e a sua importância para o desenvolvimento de uma ampla cadeia da economia que gera investimento, emprego, imposto e riqueza na indústria e no agronegócio do Brasil, ao mesmo tempo que apoia o pequeno agricultor, reduz a emissão de gases de efeito estufa, melhora o ambiente e a qualidade de vida do cidadão”. A afirmação é de Francisco Turra, presidente do Conselho da Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (APROBIO), sobre a decisão do governo federal de retomar o percentual de 12% na mistura, já que nos leilões anteriores (79º e 80º), o percentual havia sido reduzido ao patamar de 10%.


A decisão fortalece a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), que é uma política de Estado que reconhece o papel estratégico de todos os biocombustíveis e a importância da previsibilidade do crescimento do mercado que oferta energia sustentável, competitiva e segura. “Vamos trabalhar para o compromisso previsto na legislação de 13% de mistura ainda este ano e 14% a partir de março de 2022”, destacou Turra.


Para Turra, a chegada ao B12 é mais um passo para incentivar o país a aproveitar o seu enorme potencial em geração de energia a partir da biomassa e sua capacidade de aumentar a produção de biocombustíveis em conjunto com a produção de alimentos. “Temos qualidade, empregamos mais de 1,5 milhão de pessoas e já investimos mais de R$ 9 bilhões no país. Somado a isso, o biodiesel constitui fonte de energia limpa e renovável, que contribui na minimização do efeito estufa”, complementa Turra.


Sobre a APROBIO


A Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (APROBIO) é uma entidade de representação corporativa e institucional dos produtores de biocombustíveis do país e de disseminação de conhecimento, pesquisa e informação sobre as fontes alternativas de energia em substituição aos combustíveis fósseis. Fundada em junho de 2011, tem como associadas as empresas de capital nacional que atuam no setor de produção de biodiesel e outros biocombustíveis. A APROBIO pauta suas ações de modo a disseminar os benefícios econômicos, sociais e ambientais das fontes de energia alternativas para uso no setor de transportes e afins.


O biodiesel brasileiro, por exemplo, é um produto consolidado da matriz energética nacional, com um importante papel na substituição de combustíveis fósseis, na geração de emprego e renda no campo e na industrialização e agregação de valor nas cadeias produtivas de suas matérias-primas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
06 dez 2021

ESG: Emissão de gases, crédito de carbono e padronização de informações devem ser centro das atenções em 2022

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

ABPA PREVÊ MENOR OFERTA DE FARELO DE SOJA E ALTA DE PREÇOS COM DECISÃO SOBRE BIODIESEL

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Indústria de biodiesel e soja do Brasil crê em reversão de mistura menor

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Biocombustíveis estão caminhando para a ‘comodotização’ com plataforma de negociação

+
SAIBA MAIS
02 dez 2021

Aprobio critica CNPE após redução de mistura obrigatória de biodiesel

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO