HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
20 mar 2024 - 09:38
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Alckmin, sobre transição energética: “Brasil será o grande protagonista do mundo”

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin (PSB), fez um discurso em tom otimista na abertura de um evento sobre descarbonização, em Brasília, nesta terça-feira (19).


O número 2 da República foi um dos participantes da abertura do seminário “Descarbonização: os desafios para a mobilidade de baixo carbono no Brasil”, promovido pela Esfera Brasil – grupo que reúne empresários de diversos setores da economia brasileira – e o MBCB (Mobilidade de Baixo Carbono para o Brasil).


Para Alckmin, o Brasil reúne todas as condições para assumir protagonismo mundial liderar o processo de transição energética. “Estamos diante de um desafio. O Brasil vai ser o grande protagonista do mundo, em segurança energética, segurança alimentar e clima”, afirmou.


Alckmin destacou o programa Nova Indústria Brasil (NIB), lançado pelo governo federal em janeiro deste ano para incentivar o setor. O NIB oferece subsídios, empréstimos com juros reduzidos e ampliação de investimentos federais, além de incentivos tributários e fundos especiais para estimular a indústria nacional.


A maior parte dos recursos, R$ 300 bilhões, virá por meio de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Os financiamentos do BNDES destinados à inovação serão corrigidos pela Taxa Referencial (TR), que é mais baixa que a Taxa de Longo Prazo (TLP).


“A descarbonização é um desafio global. Nós lançamos o NIB para estimular a inovação. Está bem equacionada a questão do crédito para inovação, que é lei federal. De outro lado, uma indústria competitiva”, disse o vice-presidente. “A desindustrialização aconteceu por perda de competitividade. O Brasil ficou caro antes de ficar rico. É preciso ter uma agenda de competitividade e de redução do custo Brasil.”


 


“Coelho na cartola”


Em seu pronunciamento, Alckmin disse que a economia brasileira vive um bom momento, com “uma combinação de crescimento econômico e queda de inflação” que “levou ao maior aumento de renda da população brasileira desde o Plano Real”.


“Não tem coelho na cartola. Mas tem reformas, trabalho, eficiência econômica, segurança jurídica e democracia, que atrai investimento. E com sustentabilidade”, apontou Alckmin.


 


Reforma tributária


Assim como o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), Alckmin também falou sobre a importância da reforma tributária, aprovada pelo Congresso Nacional no fim do ano passado e que deve ser regulamentada nos próximos meses.


“A reforma tributária traz eficiência econômica. Os estudos mostram que, em 15 anos, pode aumentar em 12% o PIB. Ela desonera completamente investimento e exportação. Acaba com a cumulatividade. E a indústria, supertributada, vai ser corretamente atendida”, afirmou Alckmin.


“O que nós precisamos agora é ficarmos atentos, na regulamentação, para mantermos os princípios e objetivos da reforma tributária”, concluiu o vice-presidente.


Além de Alckmin, participam do evento promovido pela Esfera Brasil nomes como o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante (PT); o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT); e o ministro dos Transportes, Renan Filho (MDB).


Também estão no seminário o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).


 


Fonte: InfoMoney

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16 abr 2024

Previsibilidade e segurança jurídica: APROBIO destaca importância do PL Combustível do Futuro em audiência no Senado

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Planeta bate novo recorde de calor e especialistas explicam preocupação

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Aquecimento global vai parar na Justiça: crescem casos de litigância climática contra desmatadores

+
SAIBA MAIS
16 abr 2024

Deputado diz que Petrobras tenta “pegar carona” no Combustível do Futuro

+
SAIBA MAIS
15 abr 2024

Combustível do Futuro terá investimentos de R$ 200 bi, diz Alceu Moreira

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO