HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
21 nov 2017 - 04:08
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Comunidade internacional adia para 2018 inventário sobre emissões de gases poluentes

Apesar de alguns avanços evento não conseguiu redigir o regulamento do Acordo de Paris


Com o objetivo de redigir o regulamento do Acordo de Paris firmado em 2015 à fim de frear o aquecimento global, a Conferência do Clima que aconteceu no ultimo sábado foi marcada por novas decisões e o anúncio da retirada dos Estados Unidos do evento.


Representantes de quase 200 países se reuniram em Bonn, na Alemanha, para a 23ª sessão da Conferência das Partes (COP23) para debater sobre os avanços no combate ao aquecimento global. O evento se estendeu pela madrugada do dia 18 de novembro devido a várias divergências sobre o financiamento da luta contra as mudanças climáticas entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos.

Apesar do objetivo principal do evento ser a escritura do regulamento, o evento tomou outro rumo debatendo novamente os compromissos de cada país na redução dos gases poluentes e também seus compromissos financeiros até 2020. Diante disso, a comunidade internacional decidiu adiar para 2018 o inventário das emissões e também os planos de financiamento.

Mesmo com a determinação do presidente norte americano Donald Trump em sair do Acordo de Paris, o país foi representado por ambientalistas, empresários e políticos no evento, os quais reforçaram que irão manter os projetos sustentáveis em busca da diminuição da temperatura e da preservação do meio ambiente.

Um estudo divulgado no inicio do mês destacou que as emissões de gases poluentes cresceu no ultimo ano novamente, alertando a comunidade em geral para a importância nos compromissos de redução. Os países desenvolvidos são os mais pressionados para que aumentem sua ambição em prol de projetos sustentáveis como geração de energia limpa, biocombustíveis entre outros.

A COP24 está prevista para dezembro de 2018 em Katowice, na Polônia. A expectativa é que o evento de fato finalize o regulamento e reforce cada vez mais a importância na redução das emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. Na visão de especialistas infelizmente na COP23 não teve o objetivo esperado, já que não foi firmado nenhuma grande ambição e nem mudança de prazos.

Fonte: Thayssen Carvalho - Biomassa BR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
02 jun 2020

Economia ambientalista para superar a crise causada pela COVID-19

+
SAIBA MAIS
02 jun 2020

Artigo: Combate à poluição será prioridade em saúde

+
SAIBA MAIS
29 mai 2020

Bioenergia e bioeconomia: é preciso manter o rumo certo

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Curso sobre mudanças climáticas online e gratuito é lançado pela ONU

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Desafio de universalizar acesso une instituições públicas e privadas

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO