HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
21 out 2016 - 09:57
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Competição entre energia e alimentos é uma 'grande falácia', diz presidente da DATAGRO

Excedente de produção dos alimentos nos mercados desenvolvidos pode causar distorções nos mercados emergentes


Há um intenso debate em curso quanto à utilização das áreas agrícolas para produção de matéria-prima para o setor energético. O etanol, por exemplo, pode ser produzido a partir da cana-de-açúcar, milho, beterraba, e outras fontes, ocupando uma área que até então seria destinada para a agricultura de alimentos.


Mas, para Plinio Nastari, presidente da DATAGRO, essa é uma "grande falácia". "A absorção dos excedentes de produção para a produção  de agroenergia é o que viabiliza uma condição de preço mais estável para os mercados de milho e soja, o que viabilizou o retorno da agricultura nos países em desenvolvimento, inclusive no Brasil", afirma.


Continue lendo aqui 


Fonte: InfoMoney

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO