HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
01 fev 2017 - 09:27
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Calor seguirá alto nos próximos cinco anos, dizem britânicos

Período até 2021 pode ter temperaturas próximas da meta ótima do Acordo de Paris, diz agência meteorológica do Reino Unido, mas não deve bater aquecimento de 2015 e 2016


Durante os próximos cinco anos, a média de temperatura global deve permanecer alta, entre 0,42ºC e 0,89ºC acima da média entre 1981 e 2010, o que representa entre 1,02oC e 1,49ºC em relação às temperaturas pré-industriais. A informação é do MetOffice, o serviço de meteorologia britânico, que divulgou hoje sua previsão de curto prazo. Segundo o MetOffice, os recentes recordes de temperatura vistos entre 2014 e 2016 tendem a não se repetir.

A probabilidade de que a média global ultrapasse o limite de 1,5ºC - o 'centro da meta' do Acordo de Paris - é tida como baixa pela avaliação, que incorpora fatores naturais e causados por humanos. O aquecimento deve ser maior sobre a terra e em altas latitudes do norte do planeta. O relatório informa, ainda, que o sistema de correntes marinhas subpolares no norte do Atlântico deve sofrer aumento de temperatura, o que poderia causar impactos climáticos importantes na América, Europa e África.

Mais cedo neste ano, o órgão britânico divulgou seus dados de temperatura de 2016, com resultados um pouco mais brandos em relação aos apresentados pelos estadunidenses Nasa e Noaa devido a diferenças de metodologia. Para o MetOffice, 2016 representou um aumento entre 0,77oC e 0,1ºC acima da média de longo termo (1961-1990), e 1,1ºC mais alta que a média comparada a temperaturas pré-industriais.

Fonte: Observatório do Clima
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO