HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
04 out 2017 - 02:35
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Biodiesel: energia verde que coloca a economia em movimento e protege o meio ambiente

"Há tantos bons motivos para apostar no biodiesel"


A ASSITOL, Associazione Italiana dell’Industria Olearia, lembra os muitos benefícios do biodiesel, cujo uso nos transportes já reduziu consideravelmente as emissões nocivas, criando renda e emprego na agricultura e na indústria.

Sem o biodiesel seria impossível imaginar um futuro além dos combustíveis fósseis e a economia, não apenas nacional, perderia uma importante fonte de renda. Alguns dias após a União Europeia anunciar a redução de direitos sobre o biodiesel argentino, a ASSITOL ressalta a importância dos biocombustíveis para construir uma matriz energética futura com menos custos para o homem e para o meio ambiente.

"Os bons motivos para apostar no biodiesel são muitos, começando com a origem da planta e a economia em termos de custo e energia ", afirma Alastair Fraser, presidente do Grupo Biodiesel da associação.

A partir da cultura de oleaginosas, nasce uma cadeia de abastecimento virtuosa, que, a partir da produção agroalimentar, chega à energia. As farinhas de proteínas são o ingrediente básico de nossos alimentos e suportam a excelência alimentar nos setores de lácteos e carne, enquanto a parte oleosa das sementes é destinada tanto à produção de alimentos como à de energia.

" Nosso setor vive através da sua ligação com a agricultura, admite Fraser. " Para a nossa produção, nossas empresas usam óleos vegetais, como soja, colza e girassol, mas também gorduras animais e até óleos de fritura usados, um importante padrão de economia circular ".

Para os agricultores esta é uma renda extra. O desenvolvimento do biodiesel também contribui para combater o fenômeno do abandono de áreas cultivadas: de acordo com os dados da União Européia a cada ano, o número de terras deixadas sem tratamento aumenta em 200 mil hectares.

Já os óleos usados podem então ser reciclados para a produção de biodiesel, transformando assim os resíduos em recursos. " É uma boa ideia dizer que a semente oleosa não é descartada -ressaltou Fraser - mas, em troca, tudo é reutilizado, num círculo virtuoso e contínuo que beneficia os agricultores, a indústria e os cidadãos ".

É necessário "descarbonizar" o nosso sistema de energia, especialmente nos transportes, para abrir caminho para uma maior utilização do biodiesel. "A mobilidade, por sua própria natureza, exige muita energia e produz emissões nocivas ", diz Fraser. É por isso que os biocombustíveis, que têm um impacto ambiental muito pequeno, são uma solução viável ".

Vários estudos, europeus e americanos, demonstraram que o uso de biodiesel resulta em uma redução de 65% nas emissões de dióxido de carbono em comparação com o diesel convencional, bem como uma queda acentuada de outras emissões prejudiciais à nossa saúde, como o enxofre e pós finos, em particular o notável PMI10 e PM2.5, que causam poluição urbana e problemas para o corpo humano. Além disso, o motor diesel utiliza mais de 50% da energia do combustível, enquanto o motor com biodiesel não atinge 30%.

" A primeira geração de biocombustíveis, extraída de oleaginosas - lembra o presidente Fraser - já levou a uma queda de 35% nas emissões de transporte rodoviário, e até 2017, a redução dessas emissões atingirá 50%. Um resultado tão significativo deve refletir em Bruxelas onde, nos próximos dias, deverá ser discutido o novo "Red II" - a Diretiva de Energia Renovável.

Clique aqui para ler o artigo original.

Fonte: Meteoweb
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
02 jun 2020

Economia ambientalista para superar a crise causada pela COVID-19

+
SAIBA MAIS
02 jun 2020

Artigo: Combate à poluição será prioridade em saúde

+
SAIBA MAIS
29 mai 2020

Bioenergia e bioeconomia: é preciso manter o rumo certo

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Curso sobre mudanças climáticas online e gratuito é lançado pela ONU

+
SAIBA MAIS
28 mai 2020

Desafio de universalizar acesso une instituições públicas e privadas

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO