HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
VÍDEOS
CONHECA O BIODIESEL
CONTATO
NOTÍCIA
17 jan 2017 - 17:23
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

Adesivos anti-poluição serão obrigatórios para veículos em Paris

Desde segunda-feira (16) os veículos que circularem em Paris deverão exibir um adesivo anti-poluição. A medida se soma ao arsenal que algumas capitais europeias estão adotando contra as emissões de partículas nocivas.

Todos os veículos, inclusive os de duas rodas ou os com placa estrangeira, deverão ter o selo, que indicará seu nível de emissões (óxidos de nitrogênio, partículas) - do verde para os mais 'limpos' ao cinza para os mais poluentes.

O dispositivo busca proibir a circulação dos veículos mais poluentes durante picos de poluição, que se multiplicaram nos últimos meses em Paris.

A capital francesa 'melhora a qualidade do ar ao reduzir as emissões de partículas provenientes do tráfego automóvel', disse em comunicado a cidade cuja prefeita socialista, Anne Hidalgo, fez da luta contra a poluição do ar uma prioridade.

A prefeitura quer reduzir à metade o número de automóveis na capital francesa, onde 600.000 veículos circulam diariamente, e proibir o diesel até 2020.

Em setembro de 2015, Paris proibiu a circulação de caminhões, ônibus e carros anteriores a 2001. Desde então, outras cidades francesas seguiram seus passos.

Desde meados do ano passado, algumas categorias de veículos particulares também deixaram de poder circular durante a semana, como os que têm mais de 20 anos.

Durante os episódios de poluição, o sistema de rodízio aplicado até agora - que autoriza só os veículos com placas par ou ímpar a circularem durante determinados dias -, será substituído pelo de circulação diferenciada.

'Os veículos menos poluentes poderão continuar circulando, enquanto que os outros deverão ficar na garagem', afirma Christophe Najdovski, vice-secretário de Transportes de Paris.

Para os veículos particulares, haverá seis categorias de adesivos: verde para 'zero emissões' (veículos elétricos ou à hidrogênio), e outras cores que representam os níveis de poluição de 1 a 5, como violeta (1) para veículos à gasolina ou cinza (5) para os à diesel.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, 2,5 milhões de selos já foram encomendados. As autoridades aplicarão certa permissividade durante alguns meses, durante os quais os controles serão 'pedagógicos'. Após esse período, serão impostas multas de entre 68 e 135 euros, segundo as categorias dos veículos.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19 mai 2022

Decreto cria mercado regulador de crédito de carbono no Brasil

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

ONU lança plano para impulsionar uso de energias renováveis

+
SAIBA MAIS
19 mai 2022

Por que engolimos o que a indústria petroleira e os ambientalistas nos dizem?

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

O biodiesel pode ajudar a combater as desigualdades de saúde em comunidades carentes de Justiça Ambiental

+
SAIBA MAIS
18 mai 2022

Dez países que estão recuando nas políticas para biocombustíveis

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-001 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO