HOME
ASSOCIAÇÃO
QUEM SOMOS
ASSOCIADAS
PRETENDENTES
LEGISLAÇÃO
SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL
RENOVABIO
ESTUDOS TÉCNICOS
PNPB
LEGISLAÇÃO
MERCADO
SUSTENTABILIDADE
NOTÍCIAS
CONTATO
NOTÍCIA
28 fev 2020 - 12:00
COMPARTILHAR
Compartilhar - Linkedin
Compartilhar - Facebook
Compartilhar - Twitter

8 iniciativas simples que ajudam a combater mudanças climáticas

Comece a mudar a partir do seu próprio cotidiano com medidas que ajudam a reduzir as emissões de carbono.


Notícias sobre os agravamentos das mudanças climáticas chegam a assustar cada vez mais. Segundo um relatório recente da Associação Americana de Psicologia, uma em cada seis pessoas apresenta sintomas de transtorno de estresse pós-traumático e 49% desenvolvem ansiedade ou depressão relacionados à mudanças climáticas. Tal fato foi batizado de "ansiedade climática" ou "ecoansiedade". Isso significa que proteger o planeta vai muito além do bem comum, afetando diretamente o próprio bem-estar.


Com a fauna e a flora decrescendo, é hora de mudar atitudes perante o comportamento não sustentável. E a mudança começa no dia a dia. Para  ajudar nessa jornada, separamos oito formas de combater as alterações climáticas de forma simples:


1. Calcule as emissões
Para que uma embalagem de um alimento chegue à sua casa, uma vasta emissão de carbono pode estar envolvida. O mesmo acontece no caminho para o trabalho e em várias outras áreas do nosso cotidiano. Um dos primeiros passos para uma vida mais ecológica é medir as emissões de carbono - suas e da sua família - a fim de analisar quais fatores podem ser diminuídos, resultado em uma menor "pegada ecológica". Para auxiliar neste fator, a Iniciativa Verde oferece uma calculadora on-line bem simples.


2. Compense as emissões
Na Tree Nation, plataforma de reflorestamento com o maior número de projetos de plantio e cinco milhões de árvores plantadas em quatro continentes, empresas e pessoas físicas podem apoiar projetos de reflorestamento ao redor do mundo, a partir de uma pequena contribuição financeira. Inclusive, você pode escolher a espécie da árvore que quer plantar e acompanhar o seu desenvolvimento. No seu dia a dia, a mudança também pode começar no seu jardim. Na Casa e Jardim, já te ajudamos a saber quantas árvores você precisa criar para neutralizar essa pegada.


3. Use a informação disponível na internet
Uma rápida busca on-line vai indicar uma série de iniciativas incríveis que lutam contra as mudanças climáticas. O Ecosia, por exemplo, é um mecanismo de busca que planta árvores a cada pesquisa. Desde sua criação, 82 bilhões de árvores já foram plantadas, sendo que a cada 48 investigações realizadas no Microsoft Bing, a organização planta uma árvore para você. Além disso, a ferramenta é responsável por gerar emprego em comunidades locais. 


4. Reciclagem de perto
Lixões e aterros sanitários são responsáveis pela emissão de metano, gás que tem impacto 20 vezes maior do que a emissão de CO2, segundo a Tree Nation. Dessa forma, a reciclagem se torna ainda mais importante. Em casa, separe o lixo e tenha o cuidado de enviá-lo à coleta seletiva. Além disso, aplicativos como o Cataki podem te conectar a um catador de materiais pela cidade, ajudando os trabalhadores a reunirem o lixo e ganharem dinheiro a partir de sua reciclagem. A conexão é gratuita, mas a remuneração deve ser acordada entre as partes. 


5. Torne-se um coagricultor
Dar preferência a orgânicos é essencial, uma vez que incentiva o trabalho de pequenos produtores, os quais têm ações mais responsáveis quanto ao meio ambiente. Nesse sentido, é importantíssimo conferir se os itens comprados levam o selo de orgânico. E, para que você possa ajudar esse mercado a crescer, a entidade sem fins lucrativos Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA) entrega estes produtos em sua casa. Aderindo à instituição, o consumidor deve pagar uma parte do orçamento anual da produção agrícola, para, então, poder desfrutar de ingredientes fresquinhos e sem o uso de agrotóxicos. Além da praticidade, é uma forma de proteger pequenos produtores do mercado competitivo e estimular o setor. Nesse quesito, existem caixas por assinatura, as quais fazem a feira e entregam os alimentos em domicílio.


6. Atenção às suas roupas
Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a indústria da moda é a segunda que causa maior impacto ambiental, tanto no uso de recursos, quanto na emissão de carbono. Para se ter uma noção básica, para confeccionar uma peça de jeans, são usados 7,5 mil litros de água. Por isso, é necessário combater o consumismo desenfreado e prestar atenção nos materiais usados nas nossas roupas. Afinal, você sabe quantos processos são necessários para fabricar cada tecido, especialmente o poliéster? Movimentos como o Fashion Revolution ajudam a desmistificar toda a cadeia de produção de marcas famosas, apontando opções mais viáveis. Além disso, alguns selos certificam que as peças foram produzidas de maneira justa e segura ao meio ambiente, como o Algodão Brasileiro Responsável (ABR), o ABVTEX, da Associação Brasileira de Varejo Têxtil e o Blue Sign.


7. Diversifique sua alimentação
Segundo a ONU, uma maneira simples de combater as mudanças climáticas com pouco é comer saudável e diversificar os ingredientes que colocamos no prato. Isso porque os produtos naturais têm menor impacto que os industrializados. Além disso, uma refeição vegetariana pode poupar uma série de recursos necessários para a produção de carne. 


8. Evite o uso de combustíveis fósseis
A queima de combustível contribui para o aquecimento global, sendo que a gasolina e o diesel são menos limpos, pois são oriundos de fontes não renováveis. Por isso, opte pelo biodiesel e o álcool, mas, acima de tudo, dê preferência a transportes públicos, busque caminhar mais ou até sair de bicicleta.


Fonte: Revista Casa e Jardim

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
27 mar 2020

Coronavírus não afetou a capacidade operacional do setor de biodiesel

+
SAIBA MAIS
27 mar 2020

RenovaBio: portaria traz alterações sobre processo de CBIOs

+
SAIBA MAIS
24 mar 2020

Ruas vazias e freio na poluição: Meio Ambiente se beneficia com expansão do coronavírus

+
SAIBA MAIS
20 mar 2020

Quais setores lideram a luta contra as mudanças climáticas

+
SAIBA MAIS
20 mar 2020

Influência do aquecimento global em eventos climáticos extremos tem sido frequentemente subestimada

+
SAIBA MAIS
TODAS AS NOTÍCIAS
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 – cj. 91
Jardim Paulistano
01452-911 – São Paulo/SP
+55 11 3031-4721
APROBIO