Chevron e Exxon querem isenção em lei de biocombustíveis nos EUA, dizem fontes

NOVA YORK (Reuters) – As gigantes globais de energia Chevron e Exxon Mobil requisitaram aos reguladores dos Estados Unidos isenções à política de biocombustíveis da nação que, historicamente, são reservadas para pequenas empresas em dificuldade financeira, de acordo com fontes próximas à questão.

O pedido vai adicionar combustível a uma disputa entre os chamados “Big Oil” e “Big Corn” sobre como a administração do presidente Donald Trump deveria tratar o Renewable Fuel Standard (RFS), uma lei de 2005 que obriga refinarias de petróleo a misturar biocombustíveis, como etanol à base de milho, à oferta nacional de combustíveis ou comprar créditos de produtores.

A Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) já emitiu um total incomum de 25 isenções por dificuldades para pequenas refinarias nos últimos meses, de acordo com uma fonte da agência, baixando os preços do crédito de mistura e ajudando a indústria de petróleo a reduzir os custos.

Porém, a agência não revelou quais são essas companhias, citando preocupações com a divulgação de informações privadas das empresas.

Tanto a Chevron quanto a Exxon, entre as empresas de energia mais lucrativas do mundo, pediram à EPA isenções para suas fábricas menores, a refinaria da Chevron em Utah com capacidade para 54,5 mil barris por dia (bpd), e a da Exxon de 60 mil em Montana, disseram à Reuters duas fontes próximas ao assunto, na condição de anonimato.

Chevron e Exxon preferiram não comentar o tema.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter e tenha acesso as principais notícias do setor


aprobio@aprobio.com.br
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 - Conj. 91 - Jd. Paulistano - 01452-911 - São Paulo - SP - Tel: 55 11 3031- 4721