18 de junho de 2018

Compartilhar , , Google Plus , Pinterest ,

Imprimir

Posted in:

Aprobio participa de reunião do Comitê de Monitoramento do Abastecimento de Biodiesel

O diretor superintendente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), Julio Cesar Minelli, participou, nesta quarta-feira (23), da 6ª Reunião do Comitê de Monitoramento do Abastecimento de Biodiesel (CMAB), na sede do Ministério de Minas e Energia (MME), em Brasília.

Segundo Minelli, conforme sempre foi colocado pelo setor, as ofertas de biodiesel nos últimos leilões têm sido suficientes para atender à demanda e assim continuarão. O diretor destacou ainda que, com previsibilidade, empresas que estavam inoperantes no setor, têm atuado para retomar a participação nos leilões. “A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) fez cumprir as exigências para empresas que estão de fora há mais de um ano, mas ficou evidente a vontade delas de retornar ao mercado. Além disso, algumas usinas virão no próximo leilão com aumento da capacidade. O mercado sempre respondendo bem com previsibilidade”, assegurou Julio Minelli.

O aperfeiçoamento dos leilões foi outro ponto destacado pelo diretor superintendente da Aprobio. Minelli ressaltou que é importante prever a entrada das sequências de aumento de mistura para que todos os atores envolvidos no processo estejam preparados.

A ampliação da mistura do biodiesel ao diesel dos atuais 10%, o B10, para o nível B11 e progressivamente, de pode colaborar com a diminuição no preço do combustível no país, além de todas as outras externalidades que os biocombustíveis trazem – maior geração de emprego, mais PIB, melhoria da condição do ar que reflete em mais saúde, entre outras. Segundo a ANP, a produção de biodiesel no país alcançou 452 milhões de litros, o maior valor registrado no mês de março nos últimos dez anos. Nos primeiros três meses, a produção acumulou 1,13 bilhão de litros, um acréscimo de 32% em relação ao mesmo período de 2016 (852 milhões de litros).

Segundo a agência, o resultado reflete em grande parte na elevação da mistura de biodiesel ao óleo diesel vendidos aos consumidores finais para 10%, conhecido como B10. Com antecipação da mistura, a expectativa do governo federal é que a demanda do biodiesel cresça em 1 bilhão de litros neste ano.  Em 2017 foram consumidos 4,29 bilhões de litros de biodiesel.

De acordo com a ANP, a previsão de demanda para o próximo leilão será  entre 961 e 981 mil m³. A apresentação das ofertas acontecerá no dia 05 de junho e o leilão regular, nos dias 07 e 08 do mesmo mês.

CMAB – O comitê reúne os diversos agentes da cadeia produtiva para nivelar informações sobre a oferta e demanda dos biocombustíveis no País.

 

Fonte: Assessoria Aprobio

Assine nossa newsletter e tenha acesso as principais notícias do setor


aprobio@aprobio.com.br
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 - Conj. 91 - Jd. Paulistano - 01452-911 - São Paulo - SP - Tel: 55 11 3031- 4721

Back to Top