23 de julho de 2018

Compartilhar , , Google Plus , Pinterest ,

Imprimir

Posted in:

Brasil procura se unir à Agência Internacional de Energia Renovável

No mês passado, o Brasil anunciou sua intenção de iniciar o processo de se tornar membro integral da Agência Internacional de Energia Renovável, e este mês a Agência recebeu as intenções do Brasil, afirmando que a decisão “reflete o forte compromisso do país com o multilateralismo e a energia sustentável”.

O ministro das Minas e Energia do Brasil, Fernando Coelho Filho, anunciou no mês passado a intenção de seu governo de iniciar a adesão do Brasil à Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA). O anúncio foi feito ao lado do presidente da Energy Research Company (EPE), Luiz Barroso, na VIII Assembléia Geral da IRENA realizada em Abu Dhabi em janeiro.

“O Brasil é um dos melhores exemplos da representação substancial de energias renováveis ​​na matriz, tanto elétrica como energética, e estou convencido de que podemos contribuir muito com a Agência e seus países membros”, disse o ministro Filho no mês passado . “Como membro, poderemos participar mais ativamente no debate sobre questões relevantes na agenda internacional de energia, além de beneficiar das ferramentas e iniciativas desenvolvidas pela IRENA”.

O movimento ocorre apenas alguns meses depois que o Brasil se juntou à Agência Internacional de Energia como um País da Associação – “países que trabalham” de mãos dadas com a AIE em questões críticas “que incluem segurança energética, dados e estatísticas e soluções de políticas energéticas. “O Brasil se juntou a apenas seis outros países da Associação – China, Índia, Indonésia, Marrocos, Cingapura e Tailândia. A mudança do Brasil para se juntar à IRENA traz o número de países da Agência buscando adesão até 27, além de 154 membros de pleno direito.

“Com o anúncio de hoje da Associação IEA, estamos dando outro passo importante para colocar o Brasil no centro do debate global sobre questões-chave da política energética, incluindo energia renovável, eficiência energética, uso racional de combustíveis fósseis, segurança energética e desenvolvimento sustentável”, disse Filho. em novembro.

De acordo com a Administração de Comércio Internacional dos EUA , o Brasil fornece 76% de sua eletricidade a partir de fontes renováveis ​​- realizado principalmente através da energia hidrelétrica, que de acordo com as figuras mais recentes da IRENA , fica em 97,6 GW impressionantes. O país também possui 13 GW de bioenergia e outro mais de 11 GW de energia eólica – o nono maior grupo eólico do mundo, e com um alvo de 24 GW até 2024.

Não surpreendentemente, o movimento do Brasil para buscar a adesão ao IRENA foi recebido com o apoio da Agência e seu Diretor.

“A decisão do Brasil de buscar a adesão do IRENA reflete o forte compromisso do país com o multilateralismo e a energia sustentável”, disse Adnan Z. Amin, Diretor Geral da IRENA . “Um pioneiro em bioenergia e um dos líderes em energia eólica e hidrelétrica na América Latina, o Brasil possui um portfólio vasto, diversificado e crescente de energia renovável que o posiciona para desempenhar um papel fundamental na transformação global de energia em andamento”.

“O Brasil está muito feliz por começar o processo de se juntar ao IRENA”, disse Fernando Coelho Filho este mês, expandindo seus comentários a partir de janeiro. “O país é um dos melhores exemplos do papel importante que as renováveis ​​desempenham nas matrizes de energia e eletricidade e na inovação política para seu desenvolvimento. Como participante da IRENA, o Brasil poderá participar ativamente do debate dos tópicos mais relevantes na agenda energética global, bem como beneficiar das ferramentas e base de conhecimento desenvolvidas pela Agência. Estou convencido de que o Brasil contribuirá significativamente para o IRENA e seus países membros.

Fonte: Portal Meio Ambiente Rio

Assine nossa newsletter e tenha acesso as principais notícias do setor


aprobio@aprobio.com.br
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1903 - Conj. 91 - Jd. Paulistano - 01452-911 - São Paulo - SP - Tel: 55 11 3031- 4721

Back to Top